explorar a Serra da Cabreira

mas não só … tambem pode contar com o  geres, alvao, barroso e rio tamega

 

Estamos localizados na bonita Serra da Cabreira, distrito de Braga, concelho de Cabeceiras de Basto, na freguesia de Riodouro.  E uns 200 metros fora do lugar antigo de Juguelhe.  Temos o inicio do Geres como do parque natural do Alvão muito pertinho. O Norte de Portugal é uma maravilha para os amantes de natureza e descanso. Cheio de lugares escondidos para descobrir e explorar. Aldeias serranas antigas, cascatas, ribeiras e trilhos dos pastores. Parece que aqui, no meio rural, “não há nada, mas há de tudo”.

Familiar próximo do grupo que compõe o Parque da Peneda-Gerês, a Serra da Cabreira fica muitas vezes esquecida. Mas, no eixo entre Cabeceiras de Basto e Vieira do Minho a sua presença é inegável e marcante. Ex-libris da região, tem uma beleza paisagística e uma biodiversidade assinaláveis. Em nada fica a perder para os encantos das serras mais a norte, com a vantagem de ser mais inexplorada. Venha connosco até ao baixo Minho, descobrir o que ver, onde ficar (aqui! no Eco Lodge Cabreira) e o que comer na Serra da Cabreira.

Granítica e alta, esta serra onde nasce o rio Ave desenvolve-se a sul do Gerês, na linha de transição do Minho para Trás-os-Montes, dividindo as bacias hidrográficas dos rios Cávado e Tâmega.  O granito e a água são os principais recursos naturais desta serra, sendo o granito utilizado na construção de várias estruturas defensivas, viárias e domésticas, tais como, as pontes, as casas de arquitetura vernácula, os Fojos dos Lobos, bem como as cabanas que abrigavam os pastores quando estes apascentavam o gado.

Quem procura passar mais do que um fim de semana no Norte, rapidamente vai dar conta que há muito para ver, muito para fazer. Desportos radicais ou no ar libre, como o canyoning, o BTT, as caminhadas e os passeios a cavalo. Ou talvez nadar nos rios e por baixo das cascatas, escalar, 4×4 TT, ver os cavalos selvagens, parapente e parques de aventuras etc.  A natureza do Norte de Portugal dá para divertir-te,  e muito.

Mas o Norte oferece mais do que natureza só. Pensa em visitar as cidades históricas como Guimarães, Porto, Braga, Barcelos, Vila Real, Chavez, Amarante e muitos mais.  Claro que, uma vez que está cá, quer aproveitar da gastronomia local. Saborear uma estufada de javali, chanfana, grelhados das vacas Barrosão. E claro, provar o vinho regional, o vinho verde. Ou visitar o região do Douro e participar numa prova de vinho do Porto.  Há 100 e mais razões para visitar a nossa zona no Norte. Se precisa mais algumas dicas e inspirações, continua a ler ” O que fazer e visitar na Serra da Cabreira e perto”.

Caminhadas

Com ou sem guia, com ou sem seguir os trilhos predefinidos, nem um mes chegara para descobrir os recantos escondidos, seguir os trilhos todos e conhecer a Cabreira toda!Já logo ao sair ´da porta´, existem 2 trilhos pedestres do tipo PR. E mais alguns bem pertos.

Mas.. as possibilidades são infinitas! Claro que gostamos de partilhar os nossos preferidos, e vai de caminho com bússula e mapa (e o nosso numero de TLM no caso de andar perdido 😉 . Estamos a trabalhar na criação de uma capa com todos os mapas, trilhos, e recantos.  Vale também a pena de utilizar o telemóvel como GPS.  É só criar (gratuito) uma conta no Wikiloc.pt  para ver muitos mais trilhos e escolher o percurso e a distância certa para ti.

Aldeias antigas

A presença humana aqui está sujeita aos rigores da serrania, mas manteve-se forte por todas as encostas. Terras como Juguelhe, Uz, Vilela, Bucos, Busteliberne ou Campos não aparecem nas listas das mais Belas Aldeias Portuguesas, mas apresentam charme muito próprio. Espalhados pelos concelhos de Vieira do Minho e Cabeceiras de Basto, estes povoados são o património e testemunho vivo do país serrano. Para que não se perca pela Cabreira, espreite antes esta lista de 23 aldeias pitorescas.  Ou veja o artigo de Espirito Viajante.

Vistas fantásticas

(por todos os lados) e céus estrelados

 

Acorde cedo, sinta-se literalmente nas nuvens, desfrute do pôr do sol ou aprecie o nevoeiro a passar tal como num filme do Hitchcock. E não se esqueça de olhar para cima à noite – o espetáculo proporcionado pelas estrelas merece toda a sua atenção.

Lobos, javalis e águias

os animais selvagens estão de volta

Apesar de nos últimos anos a população de lobos no Gerês e na Serra da Cabreira ter registado um aumento, raramente avistamos lobos nesta área. Mas há … já perdemos 3 burros Mirandes ao lobos!  Artigo interessante sobre o lobo e o gado.  Se caminhar para norte, talvez tenha a sorte de avistar um. Se não os quiser encontrar, não se preocupe – eles não gostam muito de estar perto de humanos, nem mostram cara durante o día.

Passeio de carro na Serra

praia fluvial de Gondiães

Aventuras de BTT

A zona da Cabreira oferece muitos trilhos fantásticas de varias dificuldades. Muitos deles não são trilhos oficiais, mas quem procurar por exemplo no Wikiloc ou na Strava já logo vai encontrar mais trilhos do que existem fins de semanas.

Temos alguns mountainbikes para alugar mas são simples (Decathlon) Sempre que pudesse, achamos melhor trazer a tua bicicleta propriam já bem preparado para os desafios maiores.

Cascatas, ribeiras e rios

 

Por aqui a água não falta. Os rios, ribeiros, cascatas e demais cursos de água a rasgar a montanha são abundantes. Pérolas paisagísticas com natureza pura, só conhecidas por quem já se aventurou pelos trilhos vertiginosos.

Água límpida, calma, com sons relaxantes e muito fresca. Ideal para refrescar nos dias quentes. Para quem quer fugir à confusão das praias, estes sítios são uma alternativa tranquila e idílica. Para tomar banho, fazer uma caminhada ou um piquenique e respirar ar puro.

P.e. Recantos naturais como as Cascatas da Cabreira, Poço das Relvas, Pisões, praia fluvial de Gondiães, piscina natural de Vilela.

Os Garranos

cavalo selvagem da Serra da Cabreira

O Garrano, um cavalo de pequeno porte, robusto, rústico e de montanha é uma raça muito antiga. Na Serra da Cabreira existe ainda um grande número de exemplares, criados em regime de liberdade e num estado semi-selvagem. Mas há muito que a ameaça de extinção paira sobre os cavalos de raça garrana. Como a redução do habitat e, sobretudo,  o lobo. Mais de 50% dos poldros são matados por lobos.

É castanho, com crinas e rabada pretas, no máximo com 1,35 m.de altura. Pequeno mas forte, muito forte. Esta raça não foi seleccionada pelo homem, sendo moldados pelo meio ambiente e o lei da ´sobrevivência dos mais fortes e saudáveis´. Como cavalo de montanha tem os cascos muito fortes bem como um passo muito firme sobre terrenos acidentados. É muito resistente às intempéries e à falta de alimento.

Gastronomia local

típico do Monte

 

Aqui come se bem os pratos típicos. Comida pesada, salgada e…. de boa qualidade.  Chanfana, grelhados de vaca Barrosa, Estufada de Javali, feijoada, rojões, alheira, cozido, bacalhau.  Tem uns bons restaurantes em Moscoso, a 4 km de Eco Lodge Cabreira.  O conhecido ´Nariz do Mundo´  e o restaurante local de Maria e Mario Jorge, restaurante ´ o Moscoso. Ver mais restaurantes em Cabeceiras de Basto

Quem não se importa ir até  Pedraça ´Taberna das Oliveiras´,  até Salto ´Borda d´Agua´(12 kms) ou Torrinheiras ´Tasca do Picão’  (8 km)  ou Cabeceiras de Basto (9 kms)  tem ainda mais ´coisa boa´ para saborear, seja ao almoço ou ao jantar.

Moinhos do Rei

 

Ler mais sobre os moinhos do rei.

Buggy Experience na Cabreira

O Buggy Experience é um ramo de actividade da empresa Projeto Raizes, com sede no Cabeceiras de Basto. Buggy Experience proporciona momentos dignos de memória. Tours guiados por locais incríveis da Serra da Cabreira, numa forma diferente de conhecer, e explorar. Sozinho, em casal, em família ou com o grupo dos seus amigos, prometemos paisagens de cortar a respiração, numa experiência diferente sobre rodas! Vários tours disponíveis e possibilidade de personalização do tour.Oferta de álbum fotográfico digital.

  1. King Road:  1 hora por bosques idílicos e plenos de beleza natural e ainda uma típica aldeia de montanha.
  2. Cabreira Conquest: 2 horas pelas montanhas da Cabreira que inclui os pontos mais altos e os miradouros mais bonitos.
  3. Old Ways Tour: 3 horas por várias aldeias típicas de montanha e fantásticos caminhos rurais.

Canyoning

 

Adoramos o canyoning! Garanta um día cheia de atividade com um pouco de adrenaline (bocadinho só) e  acesso a natureza mais pura e bonita. E claro, divertir-se na agua é sempre do melhor!  O canyoning, a seguir as ribeiras, combina várias técnicas que passam pela caminhada, escalada, destrepes, saltos, escorregas (tobogãs), rapel e natação.  O canyoning pode ser muito fácil ou extremamente difícil, dependente do percurso.

Os nossos parceiros preferidos são a Ilona e o Ricardo do Vertical Dreams.  Teem muita experiência e conhecimento, e sabem exactamente quem é que precisa de suporte, quem um desafio maior e quem precisa ser ´travado´.  Oferecem experiências para famílias ,descidas de iniciação, percursos moderados e avançados. As atividades de Vertical Dreams, em maioria estão concentradas na região de Basto, no Parque Natural do Alvão.

Mais guias de canyoning encontra se na Pena Aventura (parque de aventura) como no Geres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Fojos de Lobo

Na Serra da Cabreira, como no Geres, encontramos também varios Fojos de Lobo.  Armadilhas de caça através das quais os lobos e a caça grossa eram capturados. Aqui perto temos o Fojo de Uz, freguesia de Vilar de Cunhas. Encontra-se num estado bem degradado mas ainda vale a pena de visitar. (Existem planos para a recuperação!). Considerando a mais evoluída técnica construtiva, bem como a possibilidade de os algarismos gravados numa das lajes do paredão Oeste poderem corresponder a uma data que tanto pode ser 1668 como 1868, admite-se que a construção deste fojo da Uz possa ser uma realização já do século XIX.
A batida deveria fazer-se desde Moimenta, subindo para Norte em direcção ao Porto do Fojo e daí até aos Alto das Lameiras e Alto da Meijoadela. A passagem da portela significaria, para os lobos acossados, a entrada no fojo.

Em Vieira do Minho são conhecidos mais 4 fojos, Fojo da Alagôa, Fojo Grande, Fojo do Meio e Fojo Novo. Este conjunto monumental é constituído por paredes com cerca de 2,5m de altura. A sua área de implantação abrange as freguesias de Anjos, Ruivães e Rossas, estendendo-se no seu conjunto por 2,5 km.

Casa de lã

As mulheres de Bucos

Quem já está de caminho para visitar a aldeia de Agra numa quinta-feira, tem sorte: é o día que as mulheres de Bucos, aldeia vizinha, reúnem-se para manter viva a arte de fiar e tecer lã à mão. Um processo que se inicia com a tosquia das ovelhas e vai até até à concepção, desenho e fabrico das peças. Os visitantes podem adquirir meias, cobertores e cobertas, echarpes, casacos, camisolas, luvas, gorros, cachecóis e almofadas.

Fotografia e Drones

Tudo Terreno

Passeios 4×4

Geocaching

e outros ´tesouros´

Quem não conheçe, o geocaching é um tipo de `caça ao tesouro” através de coordenadas GPS.  Esta atividade ao ar livre permite  conhecer muitos locais de uma forma diferente. Para encontrar um geocache – uma pequena caixa escondida , precisa inscrever se no Geocaching.com, um smartphone com localização e transferencia de dados ativados  ou um GPS portátil, muita vontade de explorar lugares desconhecidos, determinação e vontade. Mais nada. Crianças também adoram caças ao tesouro, pois é algo que mexe intensamente com a imaginação delas.

Mas.. na Serra da Cabreira nem é preciso ter GPS e sites para encontrar tesouros. Basta só abrir os olhos e procurar.  Tantas pedras lindas, algumas com cristais.  Pegadas de animais selvagens. Raizes de urze com formas lindíssimas, cornos de cabras e vacas e muito mais.

Abrigos de pastores

As cabanas são construções mais modestas, quase sempre de planta circular, com paredes de pedra, cobertura de lajes e de torrões de terra. Estas foram construídas entre os finais do século XVI e inícios do século XVIII.

Passeios ao cavalo

Flora e Fauna

Durante os passeios pela serra poderemos encontrar algumas espécies já raras e com estatuto protegido. É o caso de anfíbios como a salamandra-lusitana, o tritão-de-ventre-laranja e o tritão-palmado. Nas aves conta-se o tartaranhão-caçador e o melro-d’água. O dom Fafe e a felosa-das-figueiras são ainda duas espécies cujo valor patrimonial é elevado devido à sua raridade. A toupeira de água, o lobo, a lontra e o gato bravo fecham a lista. O clima da Serra da Cabreira, com influência do clima mediterrâneo, permite ainda 256 espécies de plantas, com 43 a ser de particular interesse para a conservação do património.

Parques de Aventura

Existem varios parques de aventura no Norte, o mais proximo sendo a meia hora de carro, a Pena Aventura. Atividades como o slide, Fantasticable, Salto Negativo, Alpine Coaster mas tambem SUP, canoagem etc.

Vestígios arqueológicos

Cabeceiras de Basto

 

O concelho de Cabeceiras de Basto conserva ainda um importante núcleo de vestígios arqueológicos, vários com origem na época pré-histórica.
vestígios em Chacim e Outeirinho de Mouros, na freguesia de Refojos, em Formigueiro e na freguesia de Riodouro. Existem abrigos pré-históricos, sepulcros megalíticos, mamoas, e gravuras rupestres. Ler mais..

Só alguns dos sitios bem (!) perto do Eco Lodge Cabreira:

Ecopista da Tamêga

 de Arco de Baulhe para Celorico / Mondim de Basto e Amarante

Ciclovia de 40 kms que percorra um dos percursos ferroviários mais emblemáticos do norte do país, desativado desde 1990.  Este maravilhoso percurso leva-o a conhecer o Vale do Tâmega, a Serra do Marão, o Parque Natural do Alvão e as Terras de Basto. Vai gostar de cada quilómetro percorrido, com aldeias, vinhas, floresta, vistas sobre o rio Tamega.  Começa a viagem no edifício da estação do Arco de Baúlhe, hoje Núcleo Ferroviário.

região do barroso

Património Agrícola Mundial

A região do Barroso  (concelhos de Montalegre e Boticas)   tem um paisagem montanhosa e mosaico, historicamente relacionada com os sistemas agrícolas tradicionais como a  criação de gado e a produção de cereais.  Campos de centeio, hortas, pastagens antigas, florestas, bosques e gado. Aqui mantém-se a forma tradicional de tratar do gado, de trabalhar as terras como a prática de entre-ajuda (que, com cada vez menos habitantes, torna se difícil).Foram estes factores que estiveram na base da classificação do Barroso como património agrícola mundial.

Ecomuseu no Salto

O Ecomuseu de Barroso em Salto,  a “Casa do Capitão” está instalado numa antiga casa senhorial que pertenceu ao capitão da aldeia. Conta com mais de mil peças doadas pelos habitantes da freguesia. É dedicado aos ofícios tradicionais e respetivas alfaias, aos ciclos do linho e da lã, as atividades locais mais emblemáticas como a matança do porco e a festa de São Sebastião.

Minas da Borralha

 um património “fantasma” que urje conhecer

 

A aldeia das Minas da Borralha faz parte da freguesia de Salto, concelho de Montalegre, e foi durante várias décadas o principal pólo empregador e populacional. Durante a primeira guerra mundial foi iniciada a busca massiva e incessante pelas pedras negras de volfrâmio com operários vindo de todo o país. Nos anos 40 a 60 a aldeia foi muito requisitada e invejada, pela riqueza do volfrâmio abundante nas suas terras. Quando as minas fecharam em 1986, deixaram muitos trabalhadores desempregados e com ordenados em atraso.

Existe um centro interpretativo, polo do Ecomuseu mas o que chama mais atenção, é o aspeto ´fantasma´ da Borralha. Passam aqui vários trilhos e organiza se alguns eventos anuais de trekking e trail running como o Wolfram Trail.

Geres

Alvão

Parapente

Feiras, festas, romarias, fumeiros e…

Workshops, eventos e atividades